ESPECIALIDADES ATENDIDAS

ESPECIALIDADES CLÍNICAS

ACUPUNTURA

A Acupuntura é um dos recursos terapêuticos da Medicina Oriental que consiste na inserção indolor de agulhas de diversos tipos, geralmente muito finas, em pontos específicos da pele com intenção de estimular pontos cutâneos onde emergem os nervos periféricos. Regulando o equilíbrio do organismo e aumentando a resistência corpórea. A acupuntura reduz ao mínimo a necessidade de medicamentos e é muito potente no combate a dor rebelde. A Acupuntura tem inúmeras possibilidades de aplicações; é útil em qualquer patologia, não importando sua localização, pode ser realizada em adultos e crianças e pode ainda ser facilmente associada a outras modalidades terapêuticas.

A indicação da acupuntura não se resume à perda de peso ou ao ato de parar de fumar. Ela atua em diversas doenças psíquicas, mentais e emocionais, neurológicas, circulatórias, respiratórias, digestivas, dermatológicas, ortopédicas, reumatológicas entre outras.



AURICULOTERAPIA


Auriculoterapia é uma técnica de acupuntura em que se usa o pavilhão auricular para efetuar estímulos aproveitando o reflexo que a aurícula exerce sobre o Sistema Nervoso Central.

Cada orelha tem pontos de reflexo que correspondem aos órgãos e funções do corpo. Todos os órgãos e vísceras têm seu lugar próprio no pavilhão auricular. Ao se efetuar a estimulação desses pontos, o cérebro recebe um impulso que desencadeia uma série de fenômenos físicos, relacionados com a área do corpo, produzindo equilíbrio.

Algumas patologias que se beneficiam com a acupuntura:
Insônia
Depressão
Dor de cabeça e enxaqueca
Gastrite
Obstipação intestinal
Convulsões
AVC (derrames)
Paralisia facial
Alergias
Dores em geral
Asma
Rinite e sinusite
Artrose
Tendinites e bursite
Patologias da coluna



DRENAGEM LINFÁTICA MANUAL

A Drenagem Linfática Manual é um método de massagem manual que tem como objetivo favorecer a eliminação de líquido e toxinas que estão em excesso no corpo. São exercidos pressões suaves, lentas, intermitentes e relaxantes, seguindo o trajeto dos vasos linfáticos.

Através deste processo há um aumento da circulação local, promovendo eliminação de toxinas. Apresenta efeitos de hipervascularização, quebra da fibrose e reestruturação do tecido conjuntivo.

O ultra-som auxilia o processo de cicatrização, melhora a circulação sanguínea, aumenta a elasticidade da pele, potencializa a queima de gordura e ajuda na diminuição da dor.

Benefícios da drenagem linfática manual: 

·Aumento do aporte sangüíneo e nutrição celular;
·Aumento da eliminação de resíduos tóxicos;
·Melhora da função linfática auxiliando na redução de edemas e hematomas;
·Estimulação dos fibroblastos para a produção de colágeno e elastina;
·Remoção de infiltrados subcutâneos, líquidos intersticiais e nódulos hipodérmicos;
·Melhora das trocas circulatórias;
·Estimulação da lipólise e diminuição de medidas
·Melhora do contorno corporal;
·Melhora da elasticidade cutânea;
·Melhor nutrição muscular e tissular;
·Reorganização da camada adiposa;
·Atenuação e melhora do aspecto de cicatrizes


REABILITAÇÃO CARDIOPULMONAR

A respiração é um processo essencial à vida, é a maneira pela qual se efetuam as trocas gasosas entre os pulmões e o meio exterior.

Para que os pulmões permaneçam funcionando corretamente é necessário a integridade das estruturas anatômicas e que as vias aéreas estejam limpas sem secreções.


Inúmeras são as afecções que atingem o aparelho respiratório e as consequências são: a falta de ar, presença de secreção pulmonar, tosse, cansaço, fadiga, emagrecimento, falta de condicionamento cardiorespiratório entre outros. A fisioterapia respiratória tem por objetivo normalizar a função ventilatória do paciente, melhorando a ventilação e a oxigenação pulmonar através de técnicas que eliminam a secreção pulmonar, melhoram a capacidade pulmonar e aumentam a tolerância ao exercício físico.


Algumas das técnicas são utilizadas no pré e pós operatório de cirurgias tóraco-abdominais (cirurgia cardíaca, bariátrica, pulmonares) com o objetivo de preparar os pulmões e o coração evitando complicações pós cirúgica.

O fisioterapeuta é um promotor de uma melhor qualidade de vida em pacientes pneumopatas. Indicações:

DPOC ( Enfisema, asma, bronquite)
Bronquiolite
Pneumonias e broncopneumonias
Fíbrose cística
Tuberculose
Derrame pleural
Tumores e metástases pulmonares
Cirurgias toracopulmonares
Transplante pulmonar


REABILITAÇÃO NEUROLÓGICA

Os pacientes neurológicos podem apresentar incapacidades sob o ponto de vista funcional, prejudicando de maneira significativa a sua qualidade de vida. As características clínicas das doenças do sistema nervoso são determinadas pelo local da lesão e sua extensão.

Um dos objetivos da fisioterapia na reabilitação de pacientes portadores de doenças neurológicas crônicas é alcançar maior grau de independência.

O fisioterapeuta contribui de forma decisiva no tratamento dos pacientes que por conta de suas incapacidades e disfunções neurológicas são deixados nos leitos e/ou cadeiras de rodas, sem que haja a oportunidade de reabilitação e reintegração destes pacientes à sociedade.

Indicações:

Miastenia
Lesão medular
Paraplegia e tetrapalegia
Distrofias musculares
Hemiplegia
TCE – trauma cranio encefálico
Ataxias
AVC (acidente vascular cerebral) – derrames
Parkinson
Alzheimer
Doenças neuromusculares
Esclerose múltipla
Esclerose lateral amiotrófica
Sequelas neurológicas


FISIOTERAPIA NA 3ª IDADE

Aos 60 anos inicia-se a verdadeira velhice fisiológica do ser humano, com mudanças degenerativas do corpo e uma vulnerabilidade maior a contrair doenças que tendem a se prolongar. Tal processo desencadeia uma série de efeitos nos diferentes sistemas do organismo, responsáveis pelo desempenho físico e por alterações fisiológicas.

A reabilitação do idoso se faz presente frente a inúmeras doenças que atinge a terceira idade, por decorrências dessas doenças muitos idosos são hospitalizados e acabam apresentando um declínio físico progressivo onde nem sempre conseguem recuperar o seu desempenho funcional anterior. Cabe ao fisioterapeuta minimizar estas disfunções reabilitando o idoso de forma plena no mais breve período de tempo possível. Com a atuação também na organização do ambiente em que ele vive, com cuidados especiais e orientações domiciliares especificas para cada caso, a fisioterapia geriátrica almeja reinserir o idoso na comunidade, preservando ao máximo sua autonomia, buscando a recuperação de sua independência funcional e procurando mantê-lo um cidadão ativo, participativo e produtivo.

A fisioterapia no idoso garante uma melhor qualidade de vida.

São objetivos da fisioterapia:

· Motivar o idoso para prática dos exercícios;
· Estimular a motricidade dos músculos e articulações, proporcionando maior coordenação de atividades;
· Favorecer a oxigenação e circulação sangüínea periférica e cerebral;
· Prevenir quedas;
· Desenvolver indepêndencia em suas atividades diárias.

 

FISIOTERAPIA ORTOPÉDICA E REUMATOLÓGICA

A Fisioterapia ortopédica visa tratar disfunções do sistema ósseo e muscular, assim como lesões tendíneas resultantes de traumas, lesões por esforços repetitivos e patologias ortopédicas. São utilizados recursos eletrotermofototerapêuticos, terapia manual e exercícios na reabilitação dos pacientes.

A Fisioterapia reumatológica consiste basicamente no tratamento de patologias crônico-degenerativas onde objetivo da fisioterapia é minimizar dores e incapacidades geradas por tais patologias através da utilização de recursos eletroanalgésicos, aplicação de técnicas de terapia manual e de atividades que estimulem a movimentação articular buscando prevenir a instalação de deformidades, evitar a progressão da doença, proporcionando assim uma melhora na qualidade de vida.

Indicações
LER/DORT (tendinite, bursite, sinovite, capsulite, tenosinovite)
Lombalgias, dorsalgias, e cervicobraquialgias
Luxações, contusões, entorses, estiramentos musculares
Fraturas
Pós-operatório de coluna, ombro, joelho, punho e tornozelo
Artrose
Osteoporose
Artrite reumatóide
Fibromialgia
Espondilite anquilosante
Esclerodermia
Doenças do colágeno


REABILITAÇÃO ONCOLÓGICA

O cancer é a segunda maior causa de óbito no mundo e atualmente houve uma significativa mudança de enfoque no tratamento de pacientes com câncer, onde os objetivos de controle e cura da doença vêm se estendendo na busca de uma boa qualidade de vida após o tratamento.

Pacientes submetidos ao tratamento cirúrgico, radioterápico ou quimioterapia podem apresentar disfunções ou seqüelas; e o fisioterapeuta oncológico surge como peça fundamental tanto no processo de prevenção quanto no de reabilitação do paciente oncológico.

Devem realizar fisioterapia oncológica pacientes com sintomas relacionados ao tumor de base, pacientes que foram submetidos a procedimentos cirúrgicos para retirada do tumor , realização de radioterapia e quimioterapia, onde é comum encontrar presença de dor rebelde, retrações e aderências cicatriciais, encurtamentos musculares e diminuição de amplitude do movimento das articulações e membros, presença de linfedema quando há esvaziamento ganglionar, alterações respiratórias, trismo, falta de controle motor, incoordenação, fraqueza muscular, incontinência urinária entre outros. (os sintomas variam de acordo com o tipo e localização do tumor)

Fazem parte do tratamento a drenagem linfática, técnicas de enfaixamento, terapia física complexa e cautelosa, alongamentos, eletroterapia, terapia manual, exercícios respiratórios.

Indicações:

• Cirurgias de mama com esvaziamento axilar
• Cirurgias uroginecológicas/pélvicas com esvaziamento inguinal
• Cirurgias de cabeça e pescoço com esvaziamento cervical
• Neurocirurgias e de coluna
• Cirurgias tóraco-abdominais
• Pré e pós irradiação (radioterapia)
• Pré e pós quimioterapia
• Pré e pós transplante de medula óssea (TMO)

 


FISIOTERAPIA NA SAÚDE DA MULHER


A fisioterapia na saúde da mulher desenvolve trabalhos preventivos e reabilitadores nas áreas de mastologia e ginecologia, climatério, gestação e pós-parto, dor pélvica crônica e uroginecologia (incontinência urinária e fecal, disfunções sexuais), visando melhoria nas condições físicas da mulher através de programas personalizados e especializados de acordo com suas necessidades.

Câncer de mama
Após a mastectomia a mulher passa a ter uma nova realidade de seu esquema corporal devido alterações importantes que ocorrem em níveis anatômico, linfático e funcional. É baseada nessas alterações que fisioterapia desempenha seu papel fundamental intervindo desde a mais precoce recuperação funcional até a prevenção e tratamento de seqüelas como dor, restrição de movimentos, diminuição de força muscular, aderência da cicatriz, fibrose e linfedema.

Climatério
O climatério é a fase da vida em que ocorre a transição do período reprodutivo ou fértil para o não reprodutivo, devido a diminuição dos hormônios sexuais produzidos pelos ovários, correspondendo um período de intensas modificações psicológicas e fisiológicas. Esse é um processo natural e inevitável.

A fisioterapia nessa nova fase da mulher tem como objetivo prevenir possíveis desconfortos e retardar o declínio natural do organismo promovendo o bem estar físico e psíquico.

Gestação e pós-parto
  Durante a gravidez o corpo sofre varias mudanças osteomioarticulares, circulatórias, assim como compressão do diafragma decorrentes do aumento do volume uterino. Com isso a gestante sente dores lombares, falta de ar, aperto no estômago, fragilidade muscular, inchaço e peso nos membros entre outros sintomas

A fisioterapia no pré-parto prepara a gestante utilizando-se de exercícios de fortalecimento para a musculatura perineal, membros superiores e inferiores através de exercícios isométricos e aeróbicos; alongamentos; exercícios de correção postural, favorecendo o equilíbrio corporal da gestante; técnicas de respiração para parto; drenagem linfática, prevenindo e ou evitando transtornos circulatórios.

O objetivo da fisioterapia pré e pós-parto é garantir à gestante uma gravidez mais saudável e tranqüila.

REABILITAÇÃO UROGINECOLÓGICA

A Incontinência urinária é a queixa de qualquer vazamento involuntário de urina. Estima-se que 30% a 60% das mulheres no período pós-menopausa possam ter incontinência urinária, por diminuição da elasticidade dos tecidos da uretra, provocados por queda no nível do estrogênio (hormônio feminino produzido pelos ovários).

Alguns tratamentos oncológicos, como a radioterapia e cirurgias, por exemplo a prostatectomia, também podem deixar o paciente incontinente.

A disfunção sexual, independente da etiologia, é um problema que afeta a qualidade de vida de grande parte da população feminina, estima-se que 19% a 50% das mulheres apresentam disfunções sexuais. As mais freqüentes são as disfunções de desejo, de excitação e de orgasmo (anorgasmia), também podemos incluir as dores vaginais como a dispaurenia (dor durante a relação sexual) e vaginismo (contração reflexa dos músculos impedindo a penetração).

A eficácia da fisioterapia uroginecológica tem muitas evidências práticas e científicas comprovadas, evitando muitas vezes a necessidade de intervenção cirúrgica.

O tratamento é baseado em exercícios para o aumento de força e elasticidade muscular da região do assoalho pélvico e períneo, técnicas de conscientização corporal, respiração e relaxamento, treinamento vesical; e para isto são utilizados pesinhos, e aparelhos de eletroestimulação.

Todos materiais são de uso individual, descartáveis ou corretamente esterilizados.

A Fisioterapia Uroginecológica promove a melhora na qualidade de vida das pacientes, evitando exclusão da sociedade e reclusão das pacientes em ambiente familiar.

A Fisio em casa entende que as disfunções uroginecológicas podem ser consideradas um assunto íntimo e constrangedor para alguns. Solicite uma avaliação minuciosa e realize seu tratamento na privacidade e no conforto que o seu lar oferece.


PILATES

O método Pilates é um conjunto de movimentos controlados produzidos por músculos mobilizadores que são concomitantemente acompanhados por músculos estabilizadores do corpo. Tem como princípio a Concentração, o Controle, o Centro de força (muscular), a Fluidez, a Precisão, a Respiração e o Relaxamento. Por isso é um método que pode ser aplicado para o tratamento e/ou incrementação da reabilitação das especialidades citadas acima e principalmente para a prevenção das mesmas.

"Pilates desenvolve um corpo uniforme, corrige posturas erradas, restaura a vitalidade física, vigora a mente e eleva o espírito. Através do Pilates, você primeiro adquire o controle completo do seu próprio corpo e depois, através da repetição adequada de seus exercícios, você gradual e progressivamente consegue ritmo e coordenação natural em todas suas atividades subconscientes."

"Com 10 sessões você perceberá a diferença, com 20 sessões os outros irão perceber a diferença e com 30 sessões você terá um novo corpo."

(Joseph H. Pilates)

Você pode obter todos os benefícios do Pialtes em sua própria casa através do Pilates Solo.
Sintonia com seu corpo no conforto do seu lar!